O uso incorreto de medicamentos pode acarretar diversos danos à saúde, que vão desde o agravamento de uma doença até consequências imprevisíveis, como reações adversas, lesões temporárias ou permanentes, e até o risco de morte, em casos mais graves. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 10% das internações hospitalares ocorrem em função do uso incorreto de medicamentos¹.

Reconhecendo sua responsabilidade enquanto empresa de saúde, a Novo Nordisk tem o compromisso de orientar e fornecer informações corretas aos pacientes, fomentando o uso consciente e racional dos medicamentos. Por isso, ouvimos nossa gerente médica de diabetes, Caroline Oliveira, e a gerente de garantia de qualidade, Stefania de Azevedo Fraletti, e reunimos aqui alguns mitos e verdades sobre o uso correto de medicamentos.

O uso off label (uso fora do indicado em bula) de medicações é arriscado?

Verdade. Toda e qualquer medicação, desde que orientada por um profissional da saúde qualificado, é menos arriscada. Não é porque o medicamento não precisa de uma receita retida na farmácia que ele não deve ser prescrito e orientado por um profissional da saúde.

Posso parar a medicação assim que me sentir melhor?

Mito. A duração do tratamento tem relação direta com sua eficácia. Mesmo em caso de melhora dos sintomas apresentados, a suspensão do medicamento deve ser orientada pelo médico, a fim de evitar efeitos colaterais.

O medicamento continua sendo avaliado depois que chega no mercado?

Verdade. Os medicamentos passam por um processo contínuo de farmacovigilância, que tem como finalidade levantar possíveis riscos do medicamento, avaliar os efeitos colaterais e até mesmo verificar novas indicações terapêuticas.

O uso de álcool pode interferir no efeito das medicações?

Sim. O uso de álcool pode impactar tanto na eficácia, como em efeitos colaterais de um medicamento. Por isso, evite seu uso em conjunto e sempre procure seu médico para mais orientações.

O banheiro é o lugar correto para guardar medicamentos?

Este é um mito. O banheiro sofre grandes variações de temperatura e umidade por causa do banho. Ao guardar os medicamentos, escolha um lugar seco, fresco e fora da incidência direta de luz.

É seguro o uso de medicamentos fora do prazo de validade?

Não é seguro. O paciente deve sempre respeitar a validade preconizada na caixa do produto. Caso os medicamentos tenham passado da validade, devem ser descartados de forma correta. Para isso, siga as orientações da embalagem dos remédios utilizados.

Medicamentos são seguros?

Sim, se devidamente aprovados e utilizados de acordo com a indicação dos órgãos reguladores. Porém, é importante reforçar que as medicações precisam ser utilizadas com o acompanhamento de um profissional da saúde, principalmente no que diz respeito à dose, horário e duração do tratamento.

Tomar medicamento em jejum faz mal?

Isto é um mito. A maioria das medicações não tem relação com a absorção estomacal. Para mais informações corretas, consulte a bula do medicamento ou seu médico.

Desinformação é o maior desafio quando o assunto é saúde. Por isso, é fundamental adotar práticas que garantam o uso seguro e eficaz dos medicamentos. Conhecer as orientações corretas pode prevenir muitos problemas e promover uma melhor qualidade de vida. Confira dicas simples dos nossos especialistas de como evitar o uso incorreto de medicamentos e proteger ainda mais a sua saúde e a da sua família. 

1. Siga as instruções do médico e do farmacêutico, e leia atentamente os rótulos e bulas. 
2. Não faça uso de medicação sem indicação médica.
3. Não interrompa o tratamento sem orientação, mesmo que haja melhora dos sintomas.
4. Descarte corretamente os medicamentos vencidos. Remédios vencidos, suas embalagens, frascos e cartelas de comprimidos devem ser separados do lixo comum.
5. Priorize a administração correta e segura dos medicamentos para otimizar o tratamento.

¹Patient safety, disponível em https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/patient-safety/, último acesso em 14/05/2024.